Araçatuba

Pipa provoca curto-circuito em rede elétrica e afeta mais de 3,5 mil pontos

Uma pipa provocou um curto-circuito na rede elétrica em Araçatuba e deixou diversos bairros sem energia na manhã desta segunda-feira (24). De acordo com a CPFL (Companhia Paulista de Força e Luz), o desligamento ocorreu às 10h40 e afetou 3556 clientes na região dos bairros Vila São Paulo, Jardim Sumaré, Vila Mendonça, Vila Santo Antônio, Vila Bandeirantes e Vila Estádio. O serviço de fornecimento de energia foi totalmente reestabelecido às 11h44.

Com isso, o sistema informatizado da Prefeitura Municipal parou, o que provocou a interrupção do atendimento ao público no Atende Fácil. Servidores passaram o expediente tentando normalizar a situação para voltar ao atendimento nesta terça-feira (25). De acordo com a Companhia, quedas de energia envolvendo soltura de pipas são mais recorrentes em períodos de férias. “Um brinquedo inofensivo traz transtornos quando utilizado de forma inadequada, podendo provocar acidentes até fatais e corte no fornecimento de energia. Muitas pipas ficam enroscadas nos fios e causam interrupções nos meses seguintes. Isso ocorre porque a linha, enrolada nos cabos elétricos, se torna condutora de energia quando chove”, diz a empresa em nota.

PERIGO

Os desligamentos e os acidentes causados pelas pipas podem ser evitados com cuidados simples, como escolher um local longe da fiação elétrica para a brincadeira, como campos abertos e parques, fugindo do entorno de rodovias ou das avenidas de intenso movimento, onde podem acontecer os atropelamentos. A tentativa de resgatar uma pipa enroscada na fiação também pode provocar desligamentos no fornecimento de energia e causar acidentes com vítimas. Conforme explica a CPFL, o ideal é soltar pipas longe da rede elétrica. Se acontecer de o brinquedo ficar preso em um fio, a melhor atitude é dá-lo como perdido.

Além disso, o uso do cerol (mistura de cola, limalha e vidro moído) ou da chamada “linha chilena” deve ser evitado, por conduzirem eletricidade e, ao contato com a rede elétrica, aumentarem o risco de choques à população. Por conta do seu poder cortante, essas linhas podem romper os cabos da rede e provocar curtos-circuitos, além de colocarem em risco a vida de ciclistas e motociclistas.

FERNANDO VERGA – Araçatuba

marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.
×
marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.

Comment here