ETC

Casamento em 2018: como juntar dinheiro?

Dois mil e dezoito é o ano em que muitos casais vão subir ao altar e, para garantir que na data escolhida tudo estará perfeito, é importante um bom planejamento, principalmente, financeiro.

Diálogo e organização são palavras chave para que os noivos realizem o sonho do casamento sem dívidas. Para começar, é importante que o casal conheça sua realidade financeira e ajuste as proporções da cerimônia de acordo com seu bolso.

Além das despesas da celebração, o casal precisa ter em mente que vai assumir a responsabilidade de gerir as finanças de um lar. Portanto, é preciso ter um bom planejamento, que garanta tranquilidade e segurança financeira para que possam seguir realizando sonhos ao longo da vida.

Anne Caroline Bistafa e Alisson Barros estão com casamento marcado para julho de 2018 e desde maio do ano passado eles direcionam suas finanças para a realização da festa. Além de já estarem pagando os serviços contratados para a festa, eles já compraram sua casa.

“Conseguimos financiar nossa casa no começo do ano passado. Grande parte dos móveis já foi oferecida pelos padrinhos e alguns familiares, mas aqueles que não ganharmos pretendemos comprar”, explicou Anne.

Os gastos que terão na nova casa também já foram calculados pelo casal. “Nós calculamos por cima os gastos que teremos com as despesas da casa, cartões, supermercado, entre outros itens”.

Paula Carvalho e Joaquim Augusto vão se casar em novembro deste ano. No final de outubro de 2017 começaram a fazer os orçamentos dos fornecedores da festa e também já compraram sua casa.

O destino da lua de mel ainda não foi escolhido. “Nossa cerimonialista nos orientou a decidir para onde iremos viajar mais perto do casamento, para pagarmos a viagem depois do casamento e assim não conflitar com os gastos da festa que já teremos”, explicou a noiva.

COMO ECONOMIZAR

Uma das dicas dos especialistas em educação financeira é fazer pesquisa de preços. No mercado de casamentos os preços dos produtos e serviços variam muito de acordo com a data da festa, local da cerimônia e recepção.

Por isso, consultar preços e a idoneidade das empresas é fundamental para não sofrer golpes e pagar mais caro do que o necessário. Outra alternativa é comprar pela internet para garantir preços mais acessíveis.

“Nós pesquisamos bastante e antes de fechar os serviços. Recorremos também a comprar coisas dos detalhes do casamento pela internet, pois são mais em conta do que na nossa cidade”, contou Anne Carolina.

Colocar as mãos na massa também tende a gerar grande economia no final das contas. Arranjos de mesa, porta-guardanapos, decoração e convites são alguns dos itens que podem ser confeccionadas pelos próprios noivos. Há diversos tutoriais online para cuidar desses detalhes e deixar o casamento ainda mais a cara do casal.

Karen Mendes

marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.
×
marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.

Comment here