CidadesPlantão Policial

Homem condenado por estupro é assassinado a tiros em igreja

Araçatuba registrou o primeiro homicídio do ano. O caso ocorreu na noite de domingo (7) em frente a uma igreja evangélica na rua João Soares Gomes, no bairro São José, zona norte da cidade.
De acordo com o boletim de ocorrência, o mecânico Thiago Grotto Prestes, de 32 anos, era obreiro na igreja e participava de um culto no momento do assassinato. Um homem, que já foi identificado pela polícia, passou duas vezes em frente ao local em um veículo VW/Gol.
Na segunda vez, o motorista chamou pela vítima. Ela foi até ao veículo e chegou a abaixar-se perto do vidro da porta do passageiro quando o motorista do carro sacou uma arma e atirou duas vezes contra o rapaz. Ele conseguiu ainda dar alguns passos, mesmo ferido, mais caiu logo em seguida desacordado na calçada.
Um fiel que estava na igreja e viu toda a cena do crime socorreu Prestes até a Santa Casa. O mecânico deu entrada no hospital ainda com vida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu logo depois.
O suspeito do crime fugiu e ainda não foi localizado. A Polícia Civil abriu inquérito para investigar o caso e quer saber qual era a ligação da vítima com o assassino. O corpo de Thiago foi enterrado às 16h de segunda-feira (8), no cemitério da Saudade, também em Araçatuba.
CONDENAÇÃO
A reportagem do O Liberal apurou que Prestes foi condenado duas vezes em setembro do ano passado por Estupro de Vulnerável, conforme publicação no Diário Oficial de Justiça do Estado de São Paulo. O processo corria em segredo de justiça até então. Na sentença, o juiz da Primeira Vara Criminal Márcio Eid Sammarco condenou o rapaz a 32 anos e 8 meses de prisão e deixou de aplicar a pena restritiva de direito, aquela em que o réu tem a oportunidade de prestar serviços voluntários ou doar cestas básicas, para reduzir os anos de condenação.
“O réu poderá recorrer desta sentença em liberdade, se por outro processo não estiver preso, pois não estão presentes os requisitos autorizadores de sua prisão preventiva”, complementa a sentença.

 

marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.
×
marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.

Comment here