Araçatuba

Moradores da Água Limpa preocupados com o isolamento

De janeiro a dezembro de 2016 os moradores do Bairro Água Limpa foram prejudicados pela interdição da Estrada Nametala Rezek depois que as cabeceiras da ponte sobre o Córrego Traitu ficaram comprometidas. A estrada foi interditada no começo de janeiro e só foi liberada no dia 30 de dezembro de 2016. Ontem os moradores, que sofrerem um ano pela dificuldade em acesso à cidade, demonstravam preocupação com a nova estrada interditada.

 

Moradores que nasceram na Água Limpa, como Vera Lúcia Celoni Mannarelli, Bortolo Celoni e Sérgio Luiz Fioroto e Cleber Humberto, o Binho, que chegou há 10 anos, não escondiam a preocupação. “Esperamos que o prefeito Dilador seja mais ágil na solução do problema do que foi o seu antecessor”, disseram os moradores.

De acordo com os moradores ouvidos pela reportagem, aproximadamente 400 pessoas residem na Água Limpa. Porém, o fluxo de pessoas é muito superior, pois há intensa movimentação comercial e escoamento da produção. Na área isolada há escola e posto de saúde.

Da ponte interditada ao centro de Araçatuba são 17 quilômetros. Segundo os moradores a alternativa com estrada pavimentada é a via para a Prata e da Color Visão. Porém, deve aumentar a distância em mais de 15 quilômetros.

ALTERNATIVA

Na conversa com os moradores, a reportagem foi informada que há uma estrada paralela à via interditada. É uma estrada de terra, mas com conservação razoável. A estrada do Celoni, como é chamada, pode ser uma alternativa emergencial. Porém, ontem à tarde estava intransitável devido à queda de uma árvores.

Com a remoção da árvore os moradores acreditam que é possível usá-la neste período, mas se persistir o tempo chuvoso, esta estrada também pode ter problemas. (AC)

ANTÔNIO CRISPIM – Araçatuba

marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.
×
marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.

Comment here