Esportes

Guapo completa 40 anos e é homenageado pela Câmara Municipal

O Grupo Unido de Amigos de Peladas Organizadas (Guapo) completou 40 anos de existência no dia 10 de dezembro do ano passado e foi homenageado com voto de aplauso pela Câmara Municipal de Araçatuba, numa iniciativa do vereador Márcio Saito (PSDB). A agremiação tem atualmente 40 participantes, todos acima de 50 anos, que se reúnem nas tardes de sábado para jogar futebol minicampo, churrasquear e preservar a amizade de décadas. Atualmente, o Guapo se reúne no campo da Polícia Mirim. A honraria da Câmara foi entregue no último dia 13.

A história do Guapo começou na empresa Móveis Ricre em fins de 1976, quando os funcionários da administração enfrentaram os da fábrica em um jogo de futebol. Foi então que José Crespo Esteves (in memoriam), sócio da empresa, teve a ideia de criar um time para disputar amistosos. Assim, no final do ano de 1977, José Crespo Esteves, Paulo César Suart, Alcides Maziero, José Bento Stuart, Valcy Antônio Araújo, José Carlos Ribeiro, Gilberto Bonfieti, Luis Carlos Gravena e Antônio Henrique Chagas (Tonhão) deram início ao clube que permanece até hoje. Os fundadores eram funcionários, clientes, fornecedores e amigos dos diretores da fábrica.

De 1977 a 1986, o Guapo mandou seus jogos no campo das Chácaras Califórnia, onde ficava a fábrica. O time chegou a ficar um ano e três meses invicto (jogando quatro vezes por mês, equivale a 108 jogos sem perder). Desfeita a sociedade empresarial, da qual Crespo fazia parte, o Guapo perdeu o campo e por cinco anos jogou só na casa dos adversários. No ano de 1988, Crespo, que já não era frequentador assíduo do Guapo, permitiu que os companheiros construíssem em sua propriedade particular um minicampo, onde esteve até quatro anos atrás.

Desde sua fundação, há um churrasco após os jogos. Segundo Antônio Henrique Chagas, o Tonhão, de 59 anos e há 40 no grupo, a confraternização tem como objetivo desfazer as divergências, rusgas, empurra- empurra, caneladas e algumas pegadas mais fortes típicas do futebol. Dimas Tadeu de Melo, 62 e “guapeano” há 11 anos, ressalta que o companheirismo é a marca registrada entre o pessoal do Guapo.

Antônio Soares dos Reis

marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.
×
marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.

Comment here