Cidades

Produtores aumentarão sua lucratividade em mais de 38% com benefícios

Um total de 180 agricultores de Mirandópolis terão seu cotidiano de trabalho melhorado e sua lucratividade aumentada com os benefícios proporcionados pelo Governo do Estado de São Paulo, no sábado (20). Cinco entidades receberam equipamentos, veículos e insumos, entregues pelo secretário de Agricultura e Abastecimento, Arnaldo Jardim, em um investimento total de R$ 2.789.68 que deverá aumentar em até 38,6% a lucratividade.

Foram beneficiadas via Projeto de Desenvolvimento Rural Sustentável Microbacias II – Acesso ao Mercado a Cooperativa Agrícola da Fazenda Aliança (Cafa), a Associação Comunidade Yuba (Yama), a Associação Retiro dos Produtores Rurais do Assentamento Florestan Fernandes (Arpraff), a Associação dos Produtores Hortifrutigranjeiros de Mirandópolis (APHM) e a Cooperativa de Produção Agropecuária dos Assentados e Pequenos Produtores da Região Noroeste do Estado de São Paulo (Coapar).

“Aqui há uma comunhão de princípios que eu gostaria de saudar como o culto ao trabalho, o valor da tradição e a importância do comprometimento. O governador Geraldo Alckmin gosta disso e ficaria muito feliz em estar aqui porque é um entusiasta do cooperativismo”, lembrou Arnaldo Jardim, destacando a forte presença da comunidade nipônica na região, representada em iniciativas como a Associação Comunidade Yuba.

A entidade mantém as tradições orientais como cultivar a terra, viver a arte e orar. “Fazemos questão de manter isso fazendo eventos como nosso karaokê, beisebol e o Balé Yuba, além da nossa biblioteca”, conta com orgulho o produtor Hiroshi Sato, nascido e criado na Comunidade, que foi fundada em 1935. Os benefícios entregues via Microbacias II ajudarão a manter essa tradição e a melhorar o cotidiano de trabalho dos produtores.

“Agora ficou muito melhor para nós porque antes a gente tinha que pagar o frete e ficava muito caro. Com esse investimento conseguimos ganhar um pouco mais com o nosso produto”, comemora José Aparecido Sobral, associado da Arpraff, que, dentre outros itens, recebeu um caminhão-baú para escoamento da produção.

Melhoria ratificada pela Cafa, com seu presidente, Paulo Yoshio, contando que “tivemos muitas dificuldades ao longo da nossa história. Se não fosse o Microbacias II, hoje a gente não estaria com esse barracão porque a situação está muito difícil para todo mundo, principalmente para quem trabalha na agricultura, debaixo do sol”.
No caso da APHM, por exemplo, o investimento aumentará a capacidade de transporte dos abacaxis produzidos com o caminhão adquirido: de 3 mil para 14 mil por viagem, de acordo com estimativa de seu presidente, Carlos Marques.

“Como prefeito, estou muito feliz hoje com esta entrega desse projeto tão bom do Governo do Estado de São Paulo. É uma alegria receber um secretário de Agricultura aqui em nosso município porque sabemos que seremos ouvidos”, elogiou o prefeito José Antônio.

BENEFÍCIOS
Cafa – implantação de unidade de processamento para classificação e embalagem de olerícolas e frutas e adquiriu balanças, caixas, câmara climatizadora, carreta agrícola para coleta e transporte de frutas, compressor, descascador, embaladora, freezer, mesas, entre outros. O valor total do projeto é de R$ 870.967,09, com um retorno esperado na casa dos 38,6%.

Yama – apoio à agroindustrialização de produtos e adquiriu caminhão com baú refrigerado, dosador, carrinho dobrável, embaladeira, freezer, mesa, empilhadeira, entre outros itens. O retorno esperado é de 17,7% com o projeto, no valor total de R$ 526.684,91.

Arpraff – logística e viabilidade da venda de produtos. Com isso, a organização rural adquiriu caminhão-baú, balanças, embaladora, freezer, entre outros itens – em um projeto com valor total de R$ 163.110, com retorno esperado de 18,3%.

APHM – fortalecimento do comércio de olerícolas e frutas. A organização rural adquiriu caminhão, balança, caixas, cortadora de legumes, empilhadeira, roçadeira, entre outros itens, com investimento total de R$ 339.050, esperando um retorno de 18,1%.

Coapar – fortalecimento da logística de transporte e captação de leite in natura. A organização rural adquiriu caminhão, tanque de coleta com capacidade para nove mil litros, tanque resfriador, veículo furgão, entre outros itens, em um projeto com valor total de R$ 889.871, que deve gerar um retorno de 12%.

Hélio Filho

marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.
×
marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.

Comment here