Araçatuba

Jovens evangélicos dão exemplo de cidadania revitalizando Emeb

Durante o período de carnaval, em vez de fazerem os costumeiros retiros espirituais e acampamentos, jovens da Igreja Bíblica Boa Vista (IBBV) de Araçatuba, bairro Alto da Boa Vista, fizeram ações comunitárias e de evangelismo na cidade. Dentre as atividades, que incluíram visitas ao asilo São Vicente de Paulo, Santa Casa e comunidade evangélica do bairro São Rafael, realizaram a revitalização da EMEB Luiz Aparecido Bertolucci, no bairro Monte Carlo.

A ação Resgate 2018 – Eu N Sua Pele teve 150 inscritos, com idades entre 13 e 18 anos e divididos em focos de ação, dos quais 60 dedicaram-se à revitalização da escola. Monitorados por um grupo de profissionais, fizeram a pintura interna e externa da escola e reforma do playground, com lubrificação, engraxe, troca de parafusos e pintura dos brinquedos, bem como providenciaram balanços novos.

O pastor da juventude da IBBV, Tiago Cubas, explica que todo material utilizado, equipamento e mão-de-obra foram providos pela igreja, resultantes de suas campanhas de arrecadação. “Temos taxas de eventos, contribuições pessoais, levantes e doações recebidas. Com o que conseguimos arrecadar até a data, fazemos um mutirão, com tudo independente, por conta própria, sem nenhum serviço terceirizado”, esclarece.

Junto aos pastores Fernando Amaro e Daniel Henrique, da IBBV, Cubas descreve que ensinam jovens e adultos a colocarem-se na condição do outro, para terem experiência sobre o que as pessoas passam em suas diferentes condições de vida e que, assim, possam desenvolver compaixão consciente pela pessoas.

“A igreja precisa ser relevante na comunidade onde estar inserida, acreditamos de fato que se ela não se faz presente, não é relevante para nada, nem espiritualmente. Trata-se do chamado do sal da terra e luz do mundo: fazer o possível pela comunidade, com atitude verdadeiramente cristã, ter ela na sua pele, e nesse sentido foi altamente impactante a todos os que participam”, contextualiza.

Sobre a reunião ao fim das atividades, Cubas cita que a ação prática, de serviço e vivência real, foi a mais lembrada. “A gente gostou muito de pintar, lixar, tirar excessos, o que significa fazer desenvolvimento no lugar em que você está, fora do edifício da igreja, ir ao lugar e mostrar a luz de Cristo”, foram as falas lembradas pelo pastor.

Cubas resume a orientação que resulta em práticas como esta noticiada, que pode ser interpretada, em outras palavras, como exemplo de cidadania. “Para levar a luz de Cristo, não a fazemos em quatro paredes. Chamar para dentro mas não sai para fazer é uma noção fraca de Deus na nossa vida. Para a verdadeira obra, não precisa ter um dom específico, precisa estar disponível para isso”.

 

DA REDAÇÃO – Araçatuba

marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.
×
marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.

Comment here