Araçatuba

Araçatuba tem 1.250 quilômetros de vias urbanas pavimentadas

A pavimentação é considerada um dos principais benefícios urbanos. Além de garantir qualidade de vida, reflete diretamente na questão econômica, pois valoriza os imóveis. A simples pavimentação de uma via pode valorizar imediatamente o imóvel em mais de 100%. Moradores do Bairro Umuarama, em Araçatuba, sabem disso. Levantamento feito pela Secretaria Municipal de Planejamento Urbano e Habitação de Araçatuba aponta que o município tem hoje 1.252,50 quilômetros de vias pavimentadas (85,89%) e 205,68 quilômetros não pavimentado (14,11%). Investir na pavimentação é uma das prioridades do governo Dilador Borges.

Para o secretário de Planejamento de Araçatuba, Tadeu Consoni, o impacto que essas obras trazem na melhoria da qualidade de vida da população é grande, além do ganho material, uma vez que os imóveis passam a ser mais valorizados. Consoni destacou também que jamais é feita apenas a pavimentação. Precedendo o pavimento, são executadas obras de infraestrutura, como galerias e o nivelamento das vias. Tudo isso reflete positivamente no urbanismo do trecho pavimentado.

Inexiste estudo que revela o percentual de pavimentação urbana no país. Há regiões em que o percentual é muito baixo e isso está ligado diretamente com a qualidade de vida da população e até mesmo com a economia do município. Cidades mais ricas têm maior percentual de vias pavimentadas. Buritizal, no extremo norte de São Paulo, tem 100% de vias pavimentadas. São pouco mais de 4 mil habitantes. Outra cidade com elevado percentual é Santos.

A pavimentação figura entre as principais demandas da população de todo o país. Onde não há, os moradores querem e onde existe a pavimentação, a preocupação é com a conservação (recapeamento e tapa-buracos). Pavimentação é um dos maiores desafios das administrações municipais.

ARAÇATUBA

No total, segundo a Secretaria de Planejamento, o município tem 1.458 quilômetros de vias urbanas, o que representa a distância entre Araçatuba e Vitória (Espírito Santo). Só de vias pavimentadas, são 1.252 quilômetros, o que representa a viagem de ida e volta a Santos.

Segundo Tadeu Consoni, não tem asfalto em sua totalidade bairros como Chácaras Arco-íris; os parques Industriais Maria Isabel Almeida Prado e Alexandre Biaggi; chácaras TV, Chácaras Ipê e Jardim Pinheiros. Tem asfalto, parcialmente, bairros como chácaras Paraíso, Bandeirantes e Sossego; Jardim Atlântico, Primavera, Jardim Presidente, São José, Mão Divina, Pedro Perri, Los Ângeles, Nova Iorque, Água Branca e Jardim Moreira.

“A pavimentação do Água Branca exige cobras de galerias. Já conseguimos recursos do Fehidro (Fundo Estadual de Recursos Hídrico) para a primeira etapa das obras no Água Branca. São R$ 1,2 milhão para galerias e estamos com novo projeto pronto. Depois destas obras importantes para conter a erosão, vamos construir guias e sarjeta. Só depois deste trabalho será possível a pavimentação”, citou Consoni.

De acordo com o secretário, a legislação atual não permite que sejam feitos loteamentos sem a pavimentação.

JARDIM REGINA

A último trabalho de pavimentação em Araçatuba foi feito no Jardim Regina, próximo ao Cemitério Recante de Paz. A ordem de serviço foi assinada no início de novembro e o trabalho foi concluído no final de janeiro.

Foram pavimentadas as ruas Regina, Lamartine Babo, Almirante Silvio Mota, General Jair Dantas Ribeiro e São Sebastião, abrangendo, ao todo, uma extensão de 520,72 metros de vias.

Para execução da obra a Prefeitura investir R$ 218.805,33.

Antônio Crispim

marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.
×
marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.

Comment here