Andradina

Empresa interessada em executar obra de pavimentação não existe

Uma empresa que se candidatou a assumir serviço de pavimentação asfáltica, em Andradina, simplesmente, não existe. A conclusão está em apuração feita pela CPJL (Comissão Permanente de Julgamento de Licitação) da administração municipal, que a eliminou do processo licitatório.

A inabilitação da Contato Terraplanagem e Pavimentação Eireli, que seria de São Paulo, foi publicada ontem no Diário Oficial da União, em texto assinado pelo presidente da comissão, Paulo Henrique Bernardoni Caldas. De acordo com a decisão, dois integrantes da CPJL – Willian Tadashi Sakimoto (vice-presidente) e Maurício Seikiti Yamamoto Kojo (membro) – foram à capital paulista fazer vistoria no suposto endereço na manhã do último dia 4. No processo licitatório, o local seria a Rua Belizário Campanha, 571, no bairro Casa Verde. Só que, ao chegarem lá, a surpresa. Eles não evidenciaram a existência de quaisquer indicações da empresa, bem como aparelhamentos e máquinas.

Da mesma forma, no dia da vistoria, não foi localizado nenhum responsável. Os funcionários da Prefeitura de Andradina conversaram, então, com dois vizinhos, que lhes disseram que, provavelmente, o ponto se trata de uma residência, não um comércio ou escritório. Isso porque, segundo os moradores, não costuma haver movimentações de empreiteira na localidade. Os servidores municipais documentaram as informações levantadas por meio de relatórios e laudo topográfico.

Ontem, ao falar com O LIBERAL REGIONAL, Paulo Henrique Bernardoni explicou que a ideia de realizar a auditoria veio a partir de dúvidas surgidas durante a análise de atestados da concorrente. “Antes de a equipe ir ao local, também não havíamos conseguido contato”, ressalta.

Conforme a publicação que inabilitou a empresa, o fato caracteriza desrespeito ao item 5.1.4 do edital de licitação, que obriga à participante da processo a indicação das instalações, do aparelhamento e da equipe técnica adequados e disponíveis para a realização do objeto da licitação, além da qualificação técnica de cada um de seus membros, que ficam responsabilizados pelos trabalhos.

SÓ UMA

Como consequência do descarte da falsa empresa, a única habilitada foi a Skalla Comércio e Urbanização, de Andradina. Além de cumprir regularmente as regras previstas no edital, a empreiteira era a única participante da licitação, cuja modalidade é a tomada de preços. Questionada pela reportagem sobre os próximos passos da licitação, a Prefeitura informou que o processo se encontra em prazo recursal. Após o termino, será marcada uma sessão para abertura das propostas.

O valor estimado para a obra é de R$ 284.818,02, com recursos do Ministério das Cidades. A vencedora da concorrência ficará responsável por executar serviços de pavimentação em diversas ruas do município, além de calçadas, guias e sarjetas (confira a relação no quadro).

E MAIS

Além desta, a Prefeitura de Andradina está com outras licitações em andamento para pavimentação, de acordo com o secretário municipal de Obras e Infraestrutura, Ernaldo Costa Calvoso. Uma delas, aliás, no valor de R$ 343.285,03, acaba de se encerrar. Ontem, foi assinado contrato justamente com a Skalla para serviços nos bairros Vila Mineira, Benfica e Centro. A diferença desta para a outra obra é que ela será executada com recursos exclusivos do município.

Veja as ruas que receberão os serviços de infraestrutura da vencedora da licitação:

  • 1. Rua João Miguel Amorim
    • Entre a Rua Tietê e a Rua Dom Pedro I
    • Obras: pavimentação e calçada
  • 2. Rua João Miguel Amorim
    • Entre a Rua Dom Pedro I e a Rua Euclides da Cunha
    • Obras: pavimentação, guias e sarjetas e calçadas
  • 3. Rua Irlanda
    • Entre a AV. Lisboa e Rua Mônaco
    • Obras: pavimentação, guias e sarjetas e calçadas

Fonte: Prefeitura de Andradina

Da Redação – Andradina

marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.
×
marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.

Comment here