Cidades

Saúde promove arrastão contra o Aedes aegypti

Os arrastões emergenciais de prevenção e combate ao mosquito transmissor da dengue, chikungunya, zika vírus e febre amarela foram retomados nesta segunda-feira, dia 14 de maio, pela Secretaria Municipal de Saúde de Birigui. As primeiras ações foram realizadas nos bairros Cidade Jardim e Vila Bandeirantes.

Quarenta agentes de combate a endemias e quatro supervisores vistoriaram residências, comércios e terrenos baldios eliminando potenciais criadouros e orientando os moradores sobre as medidas diárias necessárias para evitar a proliferação do mosquito. O arrastão conta com o apoio da Secretaria de Serviços Públicos no recolhimento de materiais inservíveis retirados dos imóveis.

Já os agentes comunitários de saúde intensificaram as visitas casa a casa nos imóveis onde foram encontradas larvas do mosquito durante a pesquisa do segundo Liraa (Levantamento Rápido do Ìndice de Infestação por Aedes aegypti), realizado no mês passado, cujo resultado foi de 6,9%. O índice ainda está acima do recomendado pela OMS (Organização Mundial da Saúde), de até 1%.

MONITORAMENTO
Além dos arrastões, está sendo reforçado o monitoramento regular dos pontos estratégicos e imóveis especiais, como escolas, hospitais, ferros-velhos, borracharias, entre outros locais. A equipe do IEC (Informação, Educação e Comunicação) continua os trabalhos educativos nas unidades escolares, visando alertar as crianças sobre os perigos da dengue e demais arboviroses.

“Reforçamos o pedido para que a população mantenha vigilância no interior de suas casas, nos ajudando a evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti. É importante ter atenção especial com água parada nos ralos internos e externos das casas, pratinhos das plantas, bebedouros dos animais, materiais recicláveis, entre outros”, disse o educador de saúde, Marcos Antônio Sanchez.

Da Redação

marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.
×
marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.

Comment here