CidadesPlantão Policial

Mãe de adolescente apreendido por tráfico sabia da situação do filho

Um ajudante de pedreiro de 38 anos foi preso e um adolescente de apenas 13 anos apreendido entre a noite de sexta-feira (25) e a madrugada de sábado (26) em duas ocorrências distintas em Araçatuba.

A primeira ocorreu na rua Hortêncio Giron, no Residencial Águas Claras, zona norte do município. De acordo com informações do boletim de ocorrência, policiais militares receberam diversas denúncias nos últimos dias que dentro de uma residência no local seria um ponto de comercialização de entorpecente.

Diante das informações, os PMs deslocaram-se até ao endereço em que houve a denúncia para verificar se era verdadeira. No imóvel estavam, além do investigado, um outro homem, que no começo negou qualquer envolvimento com drogas, mas depois acabou confessando ser usuário e inclusive estava comprando entorpecente do indiciado no momento em que os policiais chegaram.

Com o proprietário da casa, os policiais encontraram 25 pinos contendo cocaína. As drogas estavam escondidas em um pote plástico em cima da geladeira e no quintal dos fundos. As equipes também localizaram durante a vistoria R$ 25 em dinheiro, quantia vinda do crime.

Diante do flagrante, o ajudante recebeu voz de prisão e foi encaminhado até a Central de Flagrantes, onde prestou depoimento. O suspeito permaneceu em silêncio e não deu detalhes sobre quem fornecia a droga para a venda. O delegado plantonista manteve a prisão em flagrante e deixou o rapaz à disposição da Justiça. O outro abordado acabou sendo liberado, já que nada de ilícito foi encontrado com ele.

MENOR

Já durante a madrugada de ontem, outra equipe da Polícia Militar fazia patrulhamento pela rua João dos Santos Lima, também no Residencial Águas Claras quando avistou um adolescente de 13 anos parado em uma esquina.

Ao ver a viatura, o menor apresentou certo nervosismo e, por esse motivo, os policiais decidiram fazer a abordagem. Na revista pessoal, os PMs encontraram dez reais em dinheiro dentro do bolso da bermuda do jovem. Ele não soube dizer o que fazia ali naquele momento. Alguns minutos depois, o rapaz acabou confessando aos policiais que estava vendendo drogas no local e indicou um terreno baldio, ao lado de uma UBS (Unidade Básica de Saúde), onde escondia os entorpecentes.

Ao verificarem a situação, as equipes encontraram um pote contendo 17 pinos com cocaína. O infrator disse que vendia cada pino por dez reais e dividia o lucro da venda com três pessoas, inclusive com a própria mãe, que teria conhecimento de tudo o que estava acontecendo.

A polícia foi até a casa do adolescente e encontrou a mulher. Ela negou que tivesse conhecimento de que o filho estaria comercializando drogas. Os dois foram encaminhados até a delegacia, onde prestaram depoimento. O delegado plantonista decidiu apreender o menor, conforme explicou no registro da ocorrência.

“Além da gravidade da infração, que não há possibilidade nesta etapa de fazer a entrega do menor para sua genitora, vez que há registro de ocorrência no sentido de a mesma já ter sido surpreendida dentro de sua residência com quantidade importante de drogas. Tal fato pode causar sérios riscos ao seu desenvolvimento, quiçá a sua segurança”, complementou na decisão.

O menor seria apresentado ao promotor da Vara da Infância e Juventude, que iria tomar todas as medidas cabíveis sobre o caso e fazer a apreensão para, depois, encaminhar o rapaz a uma unidade da Fundação Casa.

Comment here