CidadesPlantão Policial

Laudo revela visibilidade boa no acidente de Luís Fernando e Fábio

Um ano depois do acidente de avião que matou o empresário Luís Fernando de Arruda Ramos, de 47 anos, e o experiente piloto Fábio Pinho, 37, as causas continuam desconhecidas. De acordo com nota enviada pela assessoria de imprensa do Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos), a investigação busca a prevenir de outros acidentes aeronáuticos, por isso, a expectativa é a de que os trabalhos sejam encerrados o mais rápido possível.
“A investigação do acidente envolvendo a aeronave de matrícula PT-WPD, ocorrido em 28 de maio de 2017, em Coxim (MS), está em andamento e pode ser acompanhado no Painel SIPAER. O objetivo da investigação realizada pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA) é prevenir que novos acidentes com características semelhantes ocorram. A necessidade de descobrir todos os fatores contribuintes garante a liberdade de tempo para a investigação. A conclusão de qualquer investigação conduzida pelo CENIPA terá o menor prazo possível dependendo sempre da complexidade do acidente”.
A reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL tentou entrar em contato com a Polícia Civil de Coxim, mas foi informada de que a delegada responsável pelas investigações do caso encontrava-se em atendimento de uma ocorrência policial e não poderia atender naquele momento.
Laudo pericial revela que havia boa iluminação natural, compatível com o horário. “A temperatura era alta e a visibilidade era boa”, diz o laudo.

marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.
×
marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.

Comment here