CidadesPlantão Policial

Três pessoas são detidas após incêndio em mata perto da Fundação Casa

A Polícia Civil de Araçatuba abriu inquérito para investigar um incêndio criminoso em uma pastagem ao lado da Fundação Casa na tarde de domingo (03). As chamas se alastraram rapidamente e atingiram os fundos do Sítio Escola Nenê Geraldi. Um desempregado, de 19 anos, e dois adolescentes, de 15 e 16 anos, são suspeitos de terem ateado fogo na mata.

De acordo com informações da Polícia Militar, funcionários do Centro de Ressocialização chamara a Polícia Militar depois de visualizarem cerca de dez indivíduos tentando incitar os internos da Fundação Casa pela área externa. Diversas viaturas da PM foram até ao local e chegando lá encontraram sete pessoas. Todas foram revistadas, mas nada de ilícito foi encontrado. Por isso, os policiais decidiram liberá-las.

Alguns minutos depois do início da ocorrência, uma viatura da Guarda Municipal fazia patrulhamento de rotina pela rua Luiz Pinto Chaves quando as equipes viram uma fumaça saindo dos fundos do Sítio Escola Nenê Geraldi. Os agentes foram até o foco do incêndio e localizaram os menores e o desempregado. Instantes depois, policiais militares também chegaram e revistaram os envolvidos.

No bolso da bermuda de um dos adolescentes um isqueiro foi localizado. O rapaz confessou que teria provocado o fogo para chamar a atenção dos internos da Fundação Casa. O homem, de 19 anos, que estava junto com os outros dois infratores também teria tido participação, já que teria não conseguido visitar o irmão internado na unidade prisional. O investigado foi reconhecido por funcionários da instituição.

Equipes do Corpo de Bombeiros foram acionadas e conseguiram controlar as chamas algumas horas depois. Logo após o combate, a Perícia também esteve no endereço e um laudo deverá ficar pronto em até 30 dias para ser anexado ao inquérito aberto pela Polícia Civil.

O trio foi encaminhado até a Central de Flagrantes, onde prestou depoimento. Já na delegacia, segundo o boletim de ocorrência, o adolescente que havia confessado tudo desmentiu a participação dos outros dois suspeitos. O delegado plantonista decidiu liberá-los na presença de um responsável. A partir de agora, o caso segue para o segundo distrito policial do município que irá apurar as circunstâncias em que o incêndio ocorreu.

Comment here