Cidades

BURITAMA INCENTIVA O TURISMO RURAL CRIAÇÃO DE POSTOS DE TRABALHO

Tranquilidade, lazer, belas paisagens, gastronomia e um ambiente para relaxar. Esses são atrativos do interior que podem aguçar o interesse do turista para visitar o município. 20 alunos do curso de Turismo Rural promovido desde março, em Buritama, buscam captar as informações do turismólogo e instrutor do Senar, Antônio Carlos Covolan, e aplicar em ideias que vão render memórias e fotos a perder de vista da cidade.

O potencial do município aumentou após ser oficialmente MIT (Município de Interesse Turístico) desde o ano passado, dessa forma o município que é banhado pelo rio Tietê, passa a receber do governo estadual R$ 600 mil por ano para investir em ações destinadas ao turismo regional.

De acordo com Covolan, o turismo rural oferece aos alunos uma forma de ampliar o olhar sobre a propriedade rural, fornece ferramentas para identificar e implantar negócios de turismo, de acordo com os recursos encontrados no meio, aliados às habilidades e vocações do produtor rural e de sua família.

“O curso é uma ferramenta que proporciona ao produtor rural, ao empresário que já trabalha com turismo ou que tenha interesse em trabalhar, uma visão geral do segmento, a ensinar o turismo, bem como a se dedicar ao negócio e sair com uma visão geral dos assuntos”, explicou.

O curso é dividido em dez módulos, entre eles, Turismo Rural: oportunidades de empreendimentos; identidade e cultura; gestão de empreendimentos, atividades turísticas em áreas rurais; ponto de venda de produtos; meios de hospedagem; meios de alimentação; atendendo e encantando o cliente; resgate gastronômico e consolidação do programa.

“O que os alunos tiram de proveito do curso é o aprendizado, a vivência, tem atividades práticas de campo, onde os assuntos são trabalhados dentro de uma metodologia estabelecida pelo Senar. O aluno aprende isso na prática, este é o maior ganho para o aluno”, salientou.

Covolan disse que o curso busca sensibilizar os alunos e capacitar para a criação de um planejamento sustentável das atividades de turismo. O instrutor citou projetos criados no interior do estado de São Paulo, depois da formação. As novas iniciativas foram criadas nas cidades de Urania (colha e pague a uva), Araçatuba (Festa da Banana), Pirapozinho (pesqueiro e pousada), Agudos (restaurante rural) e Lavrinhas (implantação de horta com turismo pedagógico).

“O turismo é uma atividade humana que precisa ser estudada, pensada e planejada. Espera-se que Buritama tire proveito disso, uma vez que já é MIT, que faça um planejamento sério, conciso, que passe a receber pessoas e atender às expectativas do cliente, que é o maior ganho que o município vai ter em relação ao turismo”, afirmou.

As potencialidades de Buritama citadas pelo instrutor são o turismo fluvial, turismo rural, criação de novos meios de hospedagem, ecoturismo, turismo de aventura, turismo pedagógico e eventos culturais e de lazer. “Conhecer e compreender em que consiste o turismo no Meio Rural, identificar potencialidades e oportunidades de investimentos em empreendimentos turísticos no município e nas propriedades, para inserir o turismo em uma propriedade rural de forma lucrativa e sustentável”, frisou.

Segundo o diretor do Departamento de Cultura e Turismo, Wilton Rosalino Borges, o Turismo Rural poderá se tornar mais um atrativo para o município. “Buritama é uma típica cidade do interior paulista que pode se tornar mais uma opção para que tem interesse em atividades rurais. O curso é uma ferramenta importante para quem tem interesse em criar algum negócio na área, o que poderá ser uma nova oportunidade de renda”, destacou.

A capacitação é realizada pelo Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), com apoio do Siran (Sindicato Rural da Alta Noroeste), da Cati (Coordenadoria de Assistência Técnica Integral), Governo do Município de Buritama e Casa da Agricultura.

OPORTUNIDADES
Patrícia de Fátima Palhota Manhas, artesã e aluna do curso de Turismo Rural, resolveu encarrar o desafio de aprender novas formas de encantar o turista. O seu objetivo é trabalhar na área e mostrar as belezas naturais do município. “Para mim é muito importante esse curso, não nasci aqui, mas tenho Buritama no coração, tanto quem mora, quanto quem venha de fora, veja essa cidade com outros olhos, e ir a fundo na história dessa cidade linda e adorável”, explicou.

A promotora de vendas, Rosangela Aparecida Gioli, deseja investir na carreira de turismo. Disse que o desejo é aprender e conseguir um emprego na área. “O curso é muito importante, pois o município se beneficiará, além de mais empregos. O curso propõe crescimento e pretendo fazer outro curso de guia de turismo e trabalhar neste segmento”, sintetizou.

Para o estudante Pedro Miguel Martilho Pereira, sua primeira opção é ingressar na universidade. “Mesmo não sendo da área, decidi fazer o curso, porque vi nele uma ótima oportunidade de aprendizado, e como gosto de aprender, fui em frente. Quero participar do turismo local, com olhar atento e disposição para ajudar e dar sugestões”, finalizou.

Da Redação

marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.
×
marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.

Comment here