AraçatubaCidades

ESPECIALISTA MOSTRA COMO AS METÁFORAS SE COMUNICAM COM O NOSSO CÉREBRO

Nas aulas de português, ela é uma das primeiras formas a serem estudadas quando o assunto abordado em sala de aula é figura de linguagem. Trata-se da metáfora. O que muita gente desconhece é seu poder de transformação. Levar essa experiência ao público é o que propõe a pedagoga e coaching Júlia Séccolo com a palestra “Metáforas – o poder de transformação com a PNL (Programação Neurolinguística)”, que será ministrada na terça-feira, a partir das 19h30, na Academia Araçatubense de Letras – Rua Joaquim Nabuco, 210, Centro. “O papel da metáfora, enquanto ferramenta da PNL, é de associar links da memória inconsciente ao objetivo que se quer e pretende”, diz a estudiosa, que é especialista psicopedagogia e professora universitária. Há mais de 20 anos trabalhando com gestão de pessoas e de projetos, ela conta, nesta entrevista, como as metáforas se relacionam com o desenvolvimento humano.

O conceito de metáfora remete a uma figura de linguagem caracterizada pela comparação. Sua palestra procura mostrar que ela tem um poder de transformação. Como isso ocorre?

A metáfora é uma das mais poderosas formas de comunicação, pelo poder de quebrar resistências, com histórias que levam as mensagens que você quer comunicar. Todos nós a utilizamos para descrever experiências. Elas podem revelar a cultura de uma organização ou os pensamentos íntimos de um individuo. Utilizo as metáforas no contexto do processo de desenvolvimento pessoal e profissional (coaching e PNL – Programação Neurolinguística), por meio da exploração do imaginário inconsciente, na intenção de buscar e trazer informações sobre para o nível consciente de forma a compreender a estrutura do seus pensamentos e construir novos caminhos e possibilidades – respostas e soluções, através das linguagens sensórias e metafóricas.

De que forma elas podem ajudar a criar um futuro, conforme você propõe?

A palavra metáfora é derivada do grego “meta” (além) mais “phorein” (transportar de um lugar para outro). Tem a conotação de transportar o sentido literal de uma palavra ou frase, dando-lhe um sentido figurado. A metáfora se comunica com os dois lados de nosso cérebro (memória e imaginação). Metáforas podem ser adaptadas de filmes, programas de TV, livro, qualquer história ou ficção. Permite que a pessoa que esteja ouvindo entre dentro de si e faça uma busca transderivacional para comparar suas experiências, com seja o que for que possa ligá-las. Funcionam como reformulações poderosas e servem para dar forma às percepções e talvez oferecer mais escolhas em como agir. Podemos criar um futuro desejado associando estados de satisfação pessoal e realização plena – dando formas, cores, cheiros, gostos, tamanho, textura, significados, proximidade; enfim, orientando da subjetividade à materialidade do sonho e/ou futuro construído. Claro, que sempre checando valores e crenças do seu sistema neuro-afetivo.

Como agem no inconsciente das pessoas?

Na PNL, utilizamos uma técnica de Reenquadramento de significado (Ressignificação) que traduz: “Nenhum comportamento significa coisa alguma por si mesmo. Você pode, portanto, fazê-lo significar qualquer coisa. É muito particular e subjetivo o universo das pessoas. Elas guardam no inconsciente memórias, experiências, conteúdos, emoções, crenças limitantes enfim, a caixinha preta – contendo os segredos e mistérios pessoais construídos ao longo de sua vida. A partir desse campo imensurável do inconsciente, buscamos informações por meio de metáforas, que irão subsidiar o trabalho de autoconhecimento, descobertas e melhor compreensão de si próprio. Permite transformar representações problemáticas das pessoas em recursos. Permitem que você se conheça e entenda a vida de uma maneira nova.

Como elas se manifestam nos campos pessoal e profissional?

Há várias formas de intervenção no processo de desenvolvimento pessoal e profissional por meio da linguagem metafórica. Quando transformamos desejos e sonhos em imagens e símbolos – damos uma ordem consciente á realidade. Trazemos, do fundo, informações subjetivas que vão colaborar sobremaneira para o universo e mapa mental da pessoa, no sentido de facilitar a compreensão e percepção do objeto em questão. Somos potencialmente criativos . Muitos clientes são resistentes à utilização dessa ferramenta. Daí, busco qual segmento de comunicação sensorial seria mais propício para cada caso. Nós nos comunicamos pelo aparelho sensorial. Os cinco sentidos trazem evidências de que o ser humano funciona perfeitamente em consonância com a natureza externa. O mundo que percebemos cria a realidade. Dimensionamos coisas e valores, de acordo com o modelo de mundo e padrão de pensamento e comportamento. Podemos mudar e transformar isso por meio da compreensão dessa realidade. Contar uma história pessoal utilizando personagens da sua imaginação traz sentido à sua vida. Quando construímos histórias com significados metafóricos, damos vida e internalizamos todo o processo neurológico da experiência no subconsciente. No campo profissional, podemos trazer referências neuroassociativas que traduzem uma verdade do que realmente deseja para sua vida – aproximando da materialização e consolidação.

Estamos, portanto, diante de um caso de contribuição da língua portuguesa com a psicologia?

O uso da metáfora em processos de coaching e PNL, assim como também em psicoterapia, tem sido cada vez mais frequente. Freud fazia uso das metáforas nas interpretações dos sonhos, na livre associação de ideias, na metáfora do complexo de Édipo. Jung aprofundou o uso das metáforas ao expandir a interpretação dos sonhos e fantasias de seus pacientes, através dos mitos, símbolos e arquétipos. Milton H. Erickson teve a sensibilidade de compreender o valor e os benefícios do uso das metáforas junto com a hipnose. O papel da metáfora, enquanto ferramenta da PNL, é de associar links da memória inconsciente ao objetivo que se quer e pretende. Quando a pessoa busca a informação no imaginário através da linguagem metafórica, tipo: qual o estado atual em que se encontra e/ou como desejaria estar num futuro próximo? Já traz um significado e sentido à questão, reenquadrando e dirigindo as soluções possíveis.

Arnon Gomes

marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.
×
marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.

Comment here