Cidades

TURISMO QUER CRIAR ROTEIRO REGIONAL PARA RESGATAR RAÍZES DO CAMPO

Um espaço com bastante verde e com vários animais encantaram os 22 desbravadores do curso de Turismo Rural. O passeio técnico banhado com informações aguçaram o interesse dos alunos e a cada parada para apreciar a natureza novas ideias surgiam sobre a criação de empreendimentos para atender o turista da região, capital e de outros estados.

Foi possível conhecer árvores como Angico branco, Aroeiras, Ipê Roxo, Tamboril, Cedro Rosa, Açoita Cavalo, Cabreúva marinho, Jequitibá vermelho, Chá de Bugre, entre outras espécies e também refrescar nas águas do Ribeirão Mato Grossinho e Santa Bárbara.

O percurso saiu de Buritama e passou pelos municípios de Lourdes, Monções, Turiúba, Macaubal e Planalto. O roteiro turístico apresentou cenas como corredeiras, cachoeiras, roças, árvores medicinais e frutíferas, pássaros e momentos de lazer para banho. Cenário ainda não explorado pelo homem e admirado pelos olhares e recortes fotográficos feitos pelas câmeras de celulares.

O turismólogo e instrutor do Senar, Antônio Carlos Covolan, frisou que o objetivo do roteiro é oferecer aos alunos a oportunidade de analisar o potencial turístico dos locais visitados. “É preciso elaborar um plano para identificar o recurso natural e cultural, além de investir na infraestrutura básica para o turista. O momento é de sensibilizar e pensar em quando explorar as belezas da região, seja em passeios a pé, bicicleta ou jipe”, comentou.

De acordo como o diretor do Departamento de Cultura e Turismo, Wilton Rosalino Borges, o objetivo do roteiro é sensibilizar os proprietários e as prefeituras da região para a criação de um passeio regional ecológico. Segundo ele, os turistas poderiam percorrer por roças, ver animais, comer frutas, conhecer produtos típicos da região, se divertir nos recursos naturais e apreciar a culinária caseira.

“Com essa iniciativa uma das propostas é atrair os pequenos e médios produtores rurais da cidade e região para investir no turismo rural. Este setor é pouco explorado em nossa microrregião e a meta é desenvolver um roteiro de forma planejada e com infraestrutura básica para atender bem o turista. Hoje ele é a principal fonte de renda para os municípios que ainda não estão sabendo explorar, é importante salientar que este trabalho deve garantir que o público aprecie, sem degradar o meio ambiente”, disse.

Para a aluna Janaina Nunes Valdanha Molina, o passeio ecológico ofereceu conhecimento e horas de lazer. “Além do conhecimento adquirido e conhecer belos pontos turísticos da nossa região, a vontade de sempre tentar melhorar o ambiente para se adequar ao que o turista busca e assim conseguir criar um polo turístico que beneficia não só o meio ambiente mais também todas as cidades da nossa região”, explicou.

Conforme Ademar Antonio Macedo, integrante do curso de turismo rural, a criação de um roteiro ajudaria a mostrar as belezas naturais que há nos municípios para o turista. A natureza, para ele, faz parte do seu dia a dia e o encanto pela preservação ambiental é uma ação continua. “As belezas das árvores, das formações rochosas, dos contornos que só a natureza constrói, do barulho do correr das águas, trazendo paz e tranquilidade, tendo a sensação do bem-estar”, comentou.

Maceno salientou que a visita técnica lhe instigou para elaboração de novas ideias empreendedoras. “Proporciona rever conceitos do que está guardado nas mentes, trazendo para o presente aquilo que as pessoas possuem de experiências vividas, resgatar culturas, ou seja, festas, receitas e tradições que estão sendo deixadas de lado”, encerrou.

Da Redação

marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.
×
marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.

Comment here