CidadesLins

MUNICÍPIO E FIESP DIVERGEM SOBRE CONSTRUÇÃO DE NOVA UNIDADE DO SENAI

A Prefeitura de Lins diz que o presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), Paulo Skaf, não cumpriu prazo de 30 dias que teria sido anunciado em sua última visita à cidade, em maio, para a confirmação de nova unidade do Senai (Serviço Nacional da Indústria). De acordo com informações publicadas pela imprensa local, após esse período, Skaf, que é pré-candidato ao governo de São Paulo pelo MDB, voltaria ao município para lançar a pedra fundamental da instituição de ensino.

A manifestação foi ratificada pela assessoria de imprensa da administração municipal, em nota enviada nessa sexta-feira ao jornal O LIBERAL REGIONAL. No texto, a gestão do prefeito Edgar de Souza (PSDB) diz que ainda aguarda uma resposta da entidade que representa as indústrias.

No entanto, ontem, também em nota a este jornal, a assessoria da Fiesp rebateu a informação. Informou que nunca houve lançamento de pedra fundamental de obra por parte de seus dirigentes. Procurou esclarecer ainda que, naquela data, Skaf havia declarado publicamente que faria um estudo para a implantação de uma nova unidade. Esse trabalho, diz a federação, demandaria tempo mínimo de 30 dias para sua realização.

A entidade ressalta que, simultaneamente, a Prefeitura também apresentaria estudo da demanda por mão de obra qualificada no município e faria a indicação de, pelo menos, duas áreas de 20 a 30 mil metros quadrados para construção da nova unidade. Isso, se houvesse demanda comprovada que justificasse sua implantação. “Com isso, se fosse comprovada a necessidade da implantação de uma nova unidade do Senai-SP, seria agendada uma visita da equipe técnica a Lins a fim de avaliar os terrenos”, complementa a Federação das Indústrias.

Questionado pela reportagem se há esse levantamento, o governo tucano diz que já o elaborou. “A Prefeitura de Lins demonstrou todo o potencial da indústrial de nossa região, bem como a necessidade de mão de obra de cada segmento industrial”, informou a Prefeitura, por meio de sua assessoria de imprensa.

De acordo com o município, foram oferecidos três terrenos para edificação de nova unidade do Senai nos seguintes endereços: Avenida José da Conceição (19.445,57 m²), Rodovia Marechal Rondon (13.111,90 m², ao lado da Fatec -Faculdade de Tecnologia do Estado de São Paulo) e Estrada Lins/Guaiçara (40.053,99 m²). A pesquisa feita pela Prefeitura também demonstrou os resultados do Senai em Lins, diz a assessoria.

FINALIZAÇÃO
Apesar do que diz a Prefeitura, a Fiesp afirma que o estudo de viabilidade se encontra em fase de finalização, “pois requer reflexão minuciosa de diversas variáveis”. E complementou: “Quem dita a demanda de cursos profissionalizantes é o mercado, em função do impacto de novas tecnologias, indústrias contribuintes do Senai-SP em Lins e seu entorno, além da situação econômica e da oferta existente de educação profissional no município e região, entre outros fatores”.

Desde 2010, o Senai está presente em Lins por meio de parceria com a Prefeitura, em modalidade similar à existente em diversos municípios paulista, com oferta de cursos profissionalizantes à população ajustada à demanda local. Há ainda outras estratégias de qualificação, como escolas móveis, os chamados “cursos in company” e sob medida.

Da Redação

marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.
×
marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.

Comment here