Araçatuba

Projeto encerra mais uma etapa com jornal sobre Araçatuba em prosa e verso

Os 110 anos de Araçatuba, a serem comemorados no dia 2 de dezembro, motivaram mais uma etapa do projeto Jovem Escritor. Estudantes do ensino médio da E.E. (Escola Estadual) Ary Bocuhy, no Hilda Mandarino, produziram um jornal com crônicas, contos, poesias e histórias em quadrinhos sobre a cidade.

O produto, que é resultado de um mês de atividades na biblioteca comunitária Maria Hermínia T. Salibe, localizada naquele bairro da zona leste da cidade, será apresentado ao público na próxima quinta-feira, durante o Felita (Festival Literário de Araçatuba). A apresentação ocorrerá à tarde no teatro Paulo Alcides Jorge.

O trabalho contou com a participação de 16 estudantes da escola pública. Entre os dias 15 de agosto e 19 de setembro, sempre às quarta-feiras, eles se reuniam na biblioteca e assistiam a aulas de redação sobre diferentes gêneros. Ao final de cada encontro, produziam textos, que foram selecionados para a publicação.

O jornal foi batizado com o nome de “Jovens Olhares – a centenária Araçatuba na visão da nova geração”. Em seus textos, há declarações de amor a esta cidade. Os problemas vividos pela população motivaram a elaboração de textos ficcionais e as HQs. Todo o trabalho foi orientado por dois escritores: Arnon Gomes, jornalista de O LIBERAL REGIONAL; e Tacilim Oréfice, um dos idealizadores do ‘Jovem Escritor’, junto com a escritora Fernanda Machado.

A iniciativa, realizada de forma voluntária, contou com o apoio do Rotary Club Cruzeiro do Sul, da Polícia Militar, Secretaria Municipal de Cultura e Secretaria de Estado da Educação.

O PROJETO
A ação tem o objetivo de incentivar jovens a se tornarem escritores, especialmente na faixa etária dos 14 aos 17 anos de idade. A primeira edição do projeto aconteceu na Academia Araçatubense de Letras durante seis meses.

Ao final do curso, três jovens escritores escreveram suas obras e, no momento, trabalham para publicá-las pela Amazon: Bruno Gomes, Josiane Bernine e Mateus Biondi. Foram dois romances com mais de 200 páginas e um conto com 14. Os idealizadores trabalham para dar prosseguimento ao projeto com novas ações.

Uma feliz velha senhora*

A beleza estava na sua pureza. Deitada no meio do caos, ela estava, mas sempre com a sua ternura e gentileza, destacava-se.

Mesmo com muita bagunça ao seu redor, ela parecia feliz. De longe, quem a via, nem imaginava o quanto sofria. O amor e a fé faziam parte do seu dia a dia. Cheia de esperança, ela vivia, sempre buscando a paz de quem a fazia companhia.

Ah, como cresceu essa menina! O seu nome é Araçatuba. Tornou-se a mais bela entre as cidades. Cheia de vontade, ela despertou.

Hoje, completa 110 anos. Com muito amor, tornou-se a velha senhora e sua sabedoria vem crescendo a cada dia.

Crônica produzida durante o projeto por Sara Daiane de Souza Celes, estudante do terceiro ano do ensino médio, da Escola Estadual Ary Bochhy, em Araçatuba.

Arnon Gomes

marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.
×
marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.

Comment here