Três Lagoas

Número elevado de trotes continua prejudicando o Samu

No relatório estatístico dos procedimentos realizados pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – Samu 192 de Três Lagoas, continua chamando à atenção um antigo problema, que precisa de urgentes medidas de solução, que é o trote.

No período de 01 a 31 de agosto de 2018, do total de 1.578 ocorrências, 458 foram trotes, o que representa uma média acima de 15 falsas chamadas por dia.

Maioria dos trotes (90%) é feita por crianças, no período da manhã e na hora do almoço, usando telefone fixo público, o antigo “orelhão”. E, infelizmente, o problema também vem se regionalizando. Isso quer dizer que a equipe do SAMU, ocasionalmente, também vem recebendo falsas chamadas de Selvíria, Brasilândia e até de Aparecida do Taboado.

Como consta no relatório estatísticos dos atendimentos, graças à experiência e capacitação das equipes de plantão, nenhum desses trotes se consumou, “porque foram percebidos a tempo e com sucesso”, como ressaltou o coordenador geral do Samu 192, enfermeiro Tiago Gioli Sertorio.

Há pouco mais de uma semana na coordenação geral do Samu, Tiago já possui experiência de coordenação da Unidade de Pronto Atendimento -UPA 24 horas e também do próprio Samu, na gestão anterior. Além de Três Lagoas, ele também já coordenou o Samu e UPA, na cidade de Ourinhos (SP).

“Estamos vivendo uma nova realidade no SAMU, muito mais estruturado fisicamente e pessoal mais capacitado. Resta-nos melhorar sempre mais as relações interpessoais e profissionais da equipe. Isso se resume em duas importantes palavras, ou seja, o respeito e a responsabilidade funcional de cada um”, comentou o novo coordenador.

“Quem conhece outras unidades de Samu sabe que o de Três Lagoas é um dos melhores, não só na sua estrutura física e funcional (viaturas novas), mas também no preparo e capacitação de toda a equipe”, comentou.

Junto com o Coordenador Geral, um responsável Técnico de Enfermagem, um Técnico Administrativo e um Auxiliar de Serviços Gerais, a equipe de plantão do Samu é formada por dois Médicos Reguladores, dois Técnicos Auxiliares de Regulação Médica (TARM), dois Rádio Operadores (RO), três Enfermeiros, dois Técnicos de Enfermagem e três Condutores Socorristas.

No atendimento à população, em ocorrências de urgência, o SAMU, seguindo os protocolos estabelecidos pelo Ministério da Saúde, possui duas equipes, ou seja, a equipe da Unidade de Suporte Básico – USB (enfermeiro, técnico de enfermagem e condutor socorrista) e a equipe da Unidade de Suporte Avançado – USA (médico, enfermeiro e condutor socorrista).

RELATÓRIO ESTATÍSTICO
Junto com os altos números de ocorrências de trotes, o Relatório Estatístico dos atendimentos realizados pelo Samu comprovam o quanto é movimentada esta unidade de atendimento à saúde da população de Três Lagoas.

Como consta no relatório dos atendimentos de agosto, o Samu registrou o total de 1.578 ocorrências, incluindo os números citados de trotes. Foram 532 saídas da equipe da USB e 88 atendimentos da equipe da USA. Nesse relatório também constam 212 informações e 288 orientações.

Quanto aos pacientes, os atendimentos feitos na via pública totalizaram 326 e 294 dos atendimentos foram feitos na residência das vítimas.

“Infelizmente, os maiores números de ocorrências ainda continuam sendo resultado de acidentes de trânsito. No mês de agosto, foram 73 ocorrências de acidentes de trânsito com vítimas, atendidas pelo SAMU”, relatou Tiago.

Da Redação

marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.
×
marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.

Comment here