Plantão Policial

Escriturária cai no golpe do falso empréstimo e perde mais de mil reais

Uma escriturária de 51 anos caiu no golpe do falso empréstimo e perdeu mais de mil reais em Araçatuba. Ela procurou a Central de Flagrantes na tarde de segunda-feira (01) para registrar boletim de ocorrência. Além dela, outro caso de estelionato foi registrado, dessa vez com uma dona de casa que teve o cartão de crédito clonado.

A vítima contou em depoimento aos investigadores que no último dia quatro de setembro acessou o site de uma financiadora e solicitou um empréstimo no valor de seis mil reais, que deveria ser liberado no mesmo dia. Sem desconfiar de nada até então, a mulher aguardou o dinheiro cair em sua conta.

Aproximadamente 20 minutos depois de efetivar a transação no site, ela recebeu uma mensagem por um aplicativo de mensagens de um homem identificado como ‘Frederico’. O suspeito disse à declarante que precisaria do depósito de 10% do valor, ou seja, R$ 600,00 para que o depósito fosse efetivado.

A escriturária foi até uma agência bancária e fez o que o estelionatário disse. Algum tempo depois, a vítima recebeu outra mensagem, dessa vez o golpista pedia mais R$ 550,00 para que o valor estivesse na conta. Ela também acreditou na palavra do criminoso e realizou o segundo depósito, totalizando um prejuízo de R$ 1.150,00.

Dez dias se passaram e o valor do empréstimo ainda não havia caído. Desconfiada, a mulher ligou novamente para o golpista e o mesmo informou que precisaria de mais R$ 800,00, já que o nome dela estaria restrito junto à Receita Federal. Ela foi até a o local para verificar a real situação e lá descobriu que não havia nenhum tipo de restrição.

Foi a partir desse momento que a escriturária percebeu que havia caído em um golpe. A Polícia Civil abriu inquérito pelo quarto distrito policial do município para dar andamento às investigações. Até o fechamento desta edição nenhum suspeito foi identificado.

CLONAGEM

Ainda na segunda-feira, uma dona de casa procurou a Central de Flagrantes de Araçatuba depois de ter o cartão de crédito clonado por criminosos. Ela disse em depoimento que verificou no extrato que pessoas desconhecidas fizeram compras nos valores de R$ 235,00, R$ 135,00 e R$ 144,00, totalizando um prejuízo de R$ 514,00.

A Polícia Civil também abriu inquérito pelo terceiro distrito policial para dar andamento às investigações, mas ainda não conseguiu encontrar quem poderia ter participado do crime. A vítima pediu o bloqueio do cartão.

marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.
×
marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.

Comment here