Plantão Policial

Mulher é agredida com soco no rosto pelo ex-marido

Uma costureira de 29 anos foi agredida pelo ex-marido durante a noite de domingo (07) após uma discussão por conta dos filhos. O caso aconteceu no apartamento do suspeito, localizado no bairro Jardim Monte Carlo, em Araçatuba.

Segundo informações registradas no boletim de ocorrência, os dois foram casados durante cinco anos, mas que há aproximadamente um mês o autor, um pintor de 28 anos de idade, saiu de casa dizendo que havia se apaixonado por outra pessoa. A declarante, ao prestar depoimento na delegacia, informou aos investigadores que durante o matrimônio era constantemente agredida pelo homem, mas nunca chegou a registrar um boletim de ocorrência.

Desde a separação, o autor passou a pegar os dois filhos para passar o dia com ele, principalmente aos finais de semana. Acontece que no último, o rapaz foi até a residência da ex-mulher, pegou os filhos, mas não os devolveu. Preocupada com o que havia acontecido, a vítima telefonou para o investigado e o mesmo a ofendeu no telefone e disse que os filhos iriam passar a noite com ele.

A mulher foi, então, até o apartamento dele e quando chegou lá iniciou uma discussão por conta do que tinha acontecido. Foi nesse momento que o agressor teria dito que a declarante estaria com outra pessoa e só devolveria um dos filhos,  já que o outro estava dormindo. Bastante alterado, o pintor golpeou a ex-esposa com um soco no rosto, que atingiu o olho esquerdo.

Ela revidou e deu um tapa no rosto dele. O casal foi contido por familiares que estavam no apartamento no momento da ocorrência. Após as agressões, a vítima procurou a Central de Flagrantes para registrar o boletim de ocorrência. Ela requisitou medidas protetivas com caráter de urgência contra o homem. A partir de agora, ele deverá manter uma distância mínima dela.

A Polícia Civil registrou o caso como lesão corporal e violência doméstica. Um inquérito foi aberto pelo terceiro distrito policial do município para dar andamento às investigações. Além disso, a polícia entrou com pedido de exame de corpo de delito à vítima no IML (Instituto Médico Legal) a fim de serem constatadas as lesões sofridas durante a agressão. Até o fechamento desta edição, o autor continuava foragido.

marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.
×
marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.

Comment here