AndradinaCidades

Tamiko acompanha início de projeto Geladeiroteca

DA REDAÇÃO – ANDRADINA

A prefeita de Andradina, Tamiko Inoue, acompanhou na segunda-feira (08), o início do projeto Geladeiroteca que vai incentivar a leitura no município. Coordenado pela Secretaria de Políticas Sobre Drogas o projeto consiste em “geladeiras” recheadas de livros, que ficarão à disposição da comunidade, de forma gratuita, oportunizando a todos o acesso à leitura. Um dos pontos escolhidos é a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) “João Miguel”.
Tamiko explica que o objetivo é fomentar a circulação de livros entre as pessoas e também de promover a ideia de gestão compartilhada entre iniciativa privada, poder publico e sociedade civil.
As geladeiras sem uso, mas em bom estado de conservação, foram doadas por pessoas que acreditam no projeto o designer e artista plástico Lair Guedes fez as ilustrações externas.
Conforme destaca a secretária da pasta, Sandra Pereira, foram criados dois slogan: “Livro vai, livro vem, você lê e eu também” e “Não preciso usar droga nenhuma para viajar, viajo lendo um bom livro”.
“O funcionamento do projeto é simples. Trata-se de uma carcaça de geladeira que é customizada para chamar a atenção de quem vê e é alimentada com livros recebidos por doação”.
Ela destaca que as pessoas poderão retirar, trocar e doar livros sem que haja a necessidade de um cadastro formal. “É uma forma simples de oferecer livros para a população de maneira mais facilitada”.
A escolha da geladeira como local para montar uma biblioteca não foi ao acaso. “Como é um eletrodoméstico usado nas residências para armazenar itens que geralmente são consumidos diariamente, resolvemos trabalhar, ou melhor, brincar com a noção de consumo, mas não de alimentos e sim de livros. Por isso a geladeira. Consumimos tanta coisa no nosso dia a dia e que tal seria ter uma geladeira onde se consome livros?”, ressalta a prefeita Tamiko.
Inicialmente cerca de 100 livros estarão à disposição do projeto. Os mesmos podem ser retirados gratuitamente, podendo serem devolvidos ou não. Quem desejar também pode doar exemplares colocando na geladeira, a fim de que mais pessoas possam se interessar por outros gêneros.
O Governo de Andradina vai disponibilizar mais unidades em locais públicos e estabelecimentos com grande circulação de pessoas. “Trabalhamos para que o projeto seja acolhido por qualquer pessoa ou entidade que tenha interesse em compartilhar a noção de doação e repasse de material”, completa Sandra Pereira.
No projeto serão recebidos livros de literaturas, autoestima, revistas, gibis em bom estado. Não é permitido doação de enciclopédias e livros didáticos.

marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.
×
marcio123rocha Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.

Comment here