PM que matou estudante vai para o regime semiaberto após decisão da Justiça

Após 13 horas de julgamento, a Justiça de Araçatuba condenou na noite desta quarta-feira (07) o ex-policial militar Vinicius Oliveira Coradim Alcântara, 22 anos, a nove anos e seis meses de prisão, em regime semiaberto, depois dele ter matado o estudante Diogo Belentani com um tiro no peito. O crime ocorreu no dia 15 de julho de 2017.

A sentença trata o crime como homicídio culposo, ou seja, aquele em que não há a intenção de matar. A Promotoria de Justiça acusava o réu de homicídio doloso, aquele em que há a intenção de matar. Na votação, quatro jurados entenderam que não houve intenção e os outros três acreditaram que sim. Se fosse condenado pelos crimes apontados pela acusação, Coradim poderia pegar até 38 anos de prisão. O ex-policial irá responder por disparo de arma de fogo e fraude processual.

você pode gostar também