Plantão Policial

Dise surpreende casal de namorados traficando dentro de residência em Araçatuba

Um adolescente de 16 anos de idade e o namorado dela, um auxiliar de serviços gerais de 19, foram detidos no fim da tarde de segunda-feira (03) por tráfico de drogas em Araçatuba. Com eles, a polícia apreendeu 143 pinos contendo cocaína, 11 porções de maconha, além de grande quantidade em dinheiro.

Segundo informações do boletim de ocorrência, policiais civis da Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes) receberam informações na semana passada de que a menor e a mãe dela estariam comercializando entorpecentes dentro da residência que moram na rua José Trevisan Bacelar, no bairro Atlântico 1, zona norte do município.

Diante da denúncia, as equipes solicitaram mandado de busca e apreensão à Justiça, que autorizou o cumprimento do mesmo. Os policiais chegaram no fim do dia no imóvel e foram atendidos pela adolescente e o namorado. A mãe dela não estava no local naquele momento.

As equipes perguntaram se existia alguma coisa de ilícito na casa, mas a jovem permaneceu em silêncio, enquanto o rapaz confessou que havia e indicou um guarda-roupa onde a droga estava escondida. A polícia foi até o local e durante a vistoria encontrou uma sacola plástica com todos os pinos contendo cocaína e as porções de maconha.

Também foram localizados R$ 324,00 em dinheiro dentro da bolsa da infratora. O casal só disse que realiza o tráfico de drogas, mas permaneceram em silêncio a respeito da procedência, do fornecedor e sobre a quantia encontrada. No fim das buscas, a mãe da adolescente chegou, foi revistada e negou que tivesse participação no crime. Ela foi liberada na sequência.

Já os namorados foram encaminhados até a delegacia, onde prestaram depoimento. O delegado plantonista decidiu manter a apreensão da menor por ato infracional de tráfico de drogas e deixá-la à disposição da Vara da Infância e Juventude do município.

O auxiliar de serviços gerais recebeu voz de prisão pelo mesmo crime e permaneceu à disposição da Justiça. Ele passou por audiência de custódia no Fórum na manhã de terça-feira (04) e depois foi transferido para a cadeia pública de Penápolis, onde deverá aguardar vaga em alguma unidade prisional da região.

Todos os objetos apreendidos passaram por perícia técnica. A Polícia Civil abriu um inquérito pelo terceiro distrito policial para dar continuidade às investigações sobre o caso.

Sorry! The Author has not filled his profile.
×
Sorry! The Author has not filled his profile.

Comment here