BrasilCidades

Novo Presidente da República assume hoje com a proposta de mudar o Brasil

Letycia Bond/ABr  – Brasília

O capitão da reserva do Exército, Jair Messias Bolsonaro, toma posse nesta terça-feira como presidente da República e com a missão de mudar o Brasil e resgatar a confiança da população nos políticos. Sua candidatura foi construída ao longo dos últimos anos. Em 2018, aos poucos foi recebendo apoio de expressivas parcelas da comunidade. No decorrer da campanha, arrastava milhares de pessoas em suas visitas, como ocorreu em Araçatuba, até o ataque que sofreu em Minas Gerais. A partir daí, o povo assumiu a sua campanha, com vários atos em várias cidades do país. Venceu com um discurso em determinados pontos polêmico, mas que o povo brasileiro aprovou, como facilidade para posse de arma e, principalmente, combate efetivo à criminalidade e corrupção.
Nesta segunda-feira (31), Bolsonaro usou o Twitter para defender a melhoria da educação no país. Na rede social, ele reiterou o discurso de campanha pelo fim da ideologia nas salas de aula.
“Uma das metas para tirarmos o Brasil das piores posições nos rankings de educação do mundo é combater o lixo marxista que se instalou nas instituições de ensino”, escreveu o presidente eleito.
O ministro da Educação será o filósofo de origem colombiana Ricardo Vélez Rodríguez. “Junto com o ministro da Educação e outros envolvidos vamos evoluir em formar cidadãos e não mais militantes políticos”, acrescentou Bolsonaro.
Desde domingo (30), o presidente eleito ficou reunido na Granja do Torto com a família, além da futura primeira-dama, Michelle Bolsonaro, e dos cinco filhos. Muitos parentes vieram de Eldorado, cidade do interior paulista. Assessores não divulgaram nomes, mas estão confirmadas para a posse a mãe, Olinda, de 89 anos, e o único irmão do presidente eleito, Renato.

POSSE
A cerimônia de posse amanhã será extensa. Começa por volta das 14h com desfile na Esplanada dos Ministérios, dois discursos, e vai até os cumprimentos no Palácio Itamaraty, por volta das 21h.

Populares
Ao longo de toda a manhã, populares se concentravam em frente à residência na esperança de ver o presidente eleito. De Garanhuns, a funcionária pública Wilma Carla, no local pelo segundo dia. “Saí daqui ontem às 2h e voltei cedo hoje. Queria ver o presidente de perto”, disse.
Vinte Viaturas da Polícia Militar de Brasília e oito motos percorrem o trajeto Granja do Torto-Congresso de amanhã. Segundo os agentes ainda não há definições e Bolsonaro pode inclusive decidir ir de helicóptero para a posse por medida de segurança. Desde cedo, helicópteros da PF e o presidencial sobrevoam a região.

Visita
Um dos maiores aliados de Bolsonaro, o deputado federal Hélio Negão (PSL-RJ), esteve esta manhã na Granja do Torto. O portão chegou a ficar aberto por 10 minutos, enquanto o parlamentar falava com as pessoas no local.
Aos manifestantes Hélio Bolsonaro disse ter a cor do brasil e afirmou que no futuro governo não haverá distinção de cor e raça. (Com informações da Agência Brasil)

Comment here