AraçatubaCidades

Secretaria define locais para colocação de pontos cobertos de coletivo

DA REDAÇÃO – Araçatuba

Na quinta-feira (10), a vice-prefeita de Araçatuba, Edna Flor, e o diretor de departamento da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (SMMU), Lavínio Gonçalves, visitaram os pontos de ônibus que têm apenas postes para identificação, mas são desprovidos de cobertura para conforto de quem espera o coletivo.
A vice-prefeita responsabilizou-se por providenciar a licitação a ser realizada pela Prefeitura de Araçatuba para construção dos abrigos. “Fizemos uma vistoria para identificar e definir onde são os pontos com maior necessidade, cujos dados foram coletados pela Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana. Esse é um compromisso da nossa administração, Dilador e Edna Flor, de construir os abrigos do transporte coletivo”.
Edna Flor lembra que foi elaborada lei do Adote Um Ponto de Ônibus, já sancionada no segundo semestre de 2018, pela qual aproximadamente 30 abrigos já foram construídos pela iniciativa privada. “O município, pela lei, autoriza a iniciativa privada a construir e, em contrapartida, explorar o espaço para publicidade. A lei também define que compete à empresa a construção, conservação e manutenção do abrigo”, destaca. “Porém, isso vem sendo feito de uma maneira um pouco lenta, porque é preciso uma adesão dos empresários, o momento da economia não está tão favorável e, diante disso, tivemos um gesto muito importante, da Câmara Municipal, que foi aceito também com muita sensibilidade pelo prefeito, de sugerir que o recurso que sobrou do Duodécimo da Câmara Municipal, que supera R$ 200 mil, seja utilizado na construção dos abrigos”, acrescenta.
“Está sendo feito levantamento técnico e eu acompanho isso, já que recebemos todas as solicitações das pessoas e de uma comissão, formada há mais de cinco anos, que nos deram respaldo para identificarmos alguns como prioridades, bem como alguns pontos que precisarão ser um pouco deslocados, para não atrapalhar tráfego e pontos comerciais, por exemplo” descreve.
Edna ainda lembra que os abrigos têm diferenciais que foram sugeridos por ela, ainda na Câmara Municipal, junto à também vereadora Tieza Lemos Marques, em projetos que se transformaram em lei, para incluir no abrigo assentos, espaço para cadeirantes, placas informativas sobre itinerários das linhas e coletores de lixo.

Comment here