Três Lagoas

Quem quiser crescer vai ter que investir no meio da crise, afirma diretor da JVN Aço

A Industria do aço segue em processo de expansão, afirma Nelcir Friess, diretor da JVN AÇO e quem quiser crescer vai ter que investir no meio da crise para estar preparado para atender o mercado quando a economia voltar a crescer.
Natural de Santa Catarina, filho de agricultores ainda muito jovem Nelcir começou sua carreira de empreendedor.
Seu primeiro contato com Três Lagoas ocorreu em 2013 quando a Fibria solicitou um serviço para a JVN que naquela época estava instalada em Capão Bonito – SP. Vendo o potencial da região já no ano seguinte foi fundada a JVN AÇO de Três Lagoas.
Atualmente a empresa é composta por cinco sócios, e o nome surgiu da inicial dos três fundadores: Jamir (J), Vitorino (V) e Nelcir (N).
“Temos hoje o maior estoque e a maior variedade de ferro e aço a pronta entrega da cidade, inclusive vergalhão para construção civil. Na fabricação atuamos nos mais diversos segmentos entre eles: caldeiraria, peças e componentes para maquinas florestais e agrícolas mas o principal diferencial da JVN Aço é que temos engenharia própria e utilizamos os materiais corretos para cada tipo de aplicação. Somos distribuidores homologados dos Aços especiais QUARD e QUEND da Siderúrgica Belga NLMK”, explica.
O empresário recorda que quando chegou ao município aceitou o desafio no desenvolvimento de proteção para os tratores que trabalham na silvicultura. “Temos mais de 90% deste mercado e estamos incorporando cada vez mais produtos. Já estão no portfólio de fabricação peças como Malhal, barrote, biela, telescópio, componentes para cabeçote e garras” acrescenta.
Dentre os muitos fatores que contribuem para o êxito e crescimento da JVN AÇO está o empenho e a atuação de cada um dos sócios no gerenciamento da área de sua especialidade: Jamir na área de engenharia e projetos, Vitorino na caldeiraria e produção, Kadu no área de vendas, Janice no Financeiro e Nelcir na administração geral. “Estruturados desta forma conseguimos olhar para várias direções e aspectos do negócio ao mesmo tempo sem perder o foco”, destaca.
Com relação à instabilidade econômica e política no Brasil, Nelcir analisa. “Quem quiser crescer vai ter que investir no meio da crise, tem que fazer o diferencial e, sobretudo ter uma visão futurista”, avalia.
Empenhado no negócio, o empresário afirma. “A empresa está consolidada, as perspectivas são bem otimistas, temos uma projeção de crescimento anual superior a 20% para os próximos anos. Estamos com grandes projetos a nível estadual e a empresa segue investindo em tecnologia e qualificando mão de obra. Nosso lema é qualidade e satisfação do cliente” finaliza.

Mariane Martins
Três Lagoas

Comment here